Home / POLÍTICA / CONTRARIANDO O POVO, VEREADOR VOTA A FAVOR DE AUMENTO DO IPTU

CONTRARIANDO O POVO, VEREADOR VOTA A FAVOR DE AUMENTO DO IPTU

Só um vereador, dentre os dez votantes, votou a favor do aumento dos valores do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) para 2018, quando da apreciação do Projeto de Lei encaminhado pelo Poder Executivo Municipal para análise pelos membros do Poder Legislativo.

Esse único voto a favor da aprovação da matéria foi do vereador Pastor João Vanderlei (PSDC), que é o Líder do Prefeito na Casa de Leis. Os outros nove vereadores votaram contra alegando uma série de fatores como, por exemplo, a atual situação econômica do país e do município, a falta de serviços básicos tais como limpeza de ruas, iluminação pública, carência na educação e na saúde, dentre outras carências vividas pela população.

O presidente da Casa, vereador Serginho Bouez (PSB) não vota, a menos que a votação fique empatada e aí então cabe a ele o voto de minerva, ou seja, o que decide o destino da matéria apreciada.

Nas redes sociais, e principalmente nos Grupos de celulares, o vereador Pastor João Vanderlei foi duramente criticado por pessoas que chegaram a acusá-lo de ter traído o eleito que nele confiou o seu voto.

Nas justificativas, todos eram unânimes em citar a situação do povo sem recursos, sem renda, sem trabalho digno, sem assistência médica e educacional adequadas, com a cidade abandonada e, ainda assim, o vereador querendo aumentar a cobrança do imposto.

Na votação da Câmara, que ocorreu na quarta-feira (14) em reunião realizada pela parte da manhã, com exceção do vereador que votou favorável, todos os outros nove fizeram críticas profundas à administração municipal para justificar suas posições contrárias à aprovação da matéria. Foram unânimes em citar as mazelas que castigam a cidade e, alguns, lembraram ainda que, durante a campanha política que o levou ao poder, Noronha dizia que “dinheiro a prefeitura tem; o que falta é gerenciamento”.

Fonte: Guajará em Foco

Comentários do Facebook

Comentários

Leia também

Para economizar, Prefeitura e Câmara demitem comissionados e reduzem gratificações

Com o caixa dos municípios em crise financeira, os Poderes: Executivo e Legislativo tiveram de ...

%d blogueiros gostam disto: