Home / POLÍTICA / VEREADOR INDÍGENA PEDE AO IFRO IMPLANTAÇÃO DE CURSOS EM ALDEIAS

VEREADOR INDÍGENA PEDE AO IFRO IMPLANTAÇÃO DE CURSOS EM ALDEIAS

O vereador Gilmar Oro Não (PMDB) manteve conversações oficiais com professores do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia (IFRO) do Estado de Rondônia, Campus de Guajará-Mirim, tratando sobre a necessidade de instalações de Cursos Tecnológicos em aldeias indígenas localizadas na área territorial do município de Guajará-Mirim.

Ele disse que conversou com os professores Felipe e Érica, do IFRO-Guajará-Mirim, e recebeu a garantia de interesse de instalação de cursos da entidade na área indígena do município. Gilmar quer a instalação, dentre outros cursos, de Informática em pelo menos 4 aldeias, como forma de levar o conhecimento ao seu povo e, inclusive, reciclar aqueles que já têm conhecimento sobre o assunto.

O vereador disse ainda que agora trata da parte logística para efetivação desses cursos que, segundo ele, deverão ser iniciados em fevereiro do próximo ano.

Gilmar Oro Não é natural do Rio Pacaás Novos, da etnia Oro Não, e se destacou entre sua gente pela defesa dos interesses do seu povo, o que acabou levando-o a uma candidatura vitoriosa em 2016 à Câmara Municipal de Guajará-Mirim, mesmo sendo jovem e estreiando na política partidária.

Gilmar é um dos vereadores indígenas da atual legislatura – o outro é o vereador Arão (PTB), reeleito – e exerce seu primeiro mandato no Legislativo Municipal. Entre sua plataforma de trabalho, a questão indígena no município é seu carro chefe. É o único vereador, em Guajará-Mirim, daquele que hoje – e há muito tempo – é considerado o maior partido político do Brasil.

Fonte: Guajará em Foco

Texto: Aluízio da Silva – DRT-RO nº 549

Comentários do Facebook

Comentários

Leia também

Para economizar, Prefeitura e Câmara demitem comissionados e reduzem gratificações

Com o caixa dos municípios em crise financeira, os Poderes: Executivo e Legislativo tiveram de ...

%d blogueiros gostam disto: