Home / NOTÍCIAS / Felino da família Puma é resgatado no posto da Receita Federal em Guajará-Mirim.

Felino da família Puma é resgatado no posto da Receita Federal em Guajará-Mirim.

Um gato-mourisco, da família do Puma, foi resgatado nesta quinta-feira (1°) pelo Corpo de Bombeiros no prédio do Porto Oficial de Guajará-Mirim .O felino foi visto descendo o Rio Mamoré nadando e passou a ser acompanhado de perto por uma embarcação. Quando chegou na terra firme, correu e se escondeu em uma sala de um prédio próximo da água.Várias pessoas se aglomeraram para ver o animal e acionaram a equipe de resgate dos bombeiros para fazer a captura. Depois de ser pego, o gato-mourisco foi levado para o prédio do Subgrupamento do Corpo de Bombeiros para posteriormente ser solto na Reserva Extrativista Rio Ouro Preto (Resex do Rio Ouro Preto), a aproximadamente 40 quilômetros do município.

A bióloga Caroline Mitsutake, disse que o nome científico do felino é Puma yagouaroundi, da espécie Puma, mas popularmente ele é conhecido por vários nomes como eirá, gato-preto, raposa-de-gato, onça-de-bode e maracajá preto.

Além do Brasil, o animal também existe na fauna dos Estados Unidos e vários países da América do Sul como Peru, Argentina, Paraguai, Bolívia, Equador, entre outros.

Possivelmente o animal tenha vindo da margem boliviana ou de alguma área próxima da margem brasileira em busca de alimento ou de um novo habitat.

“As ações humanas como desmatamentos e queimadas são fatores que podem levar os animais a fugirem do habitat onde viviam e buscar outras áreas, ou simplesmente poderia estar em busca de se alimentar. Não sabemos se é comum na região encontrar esse tipo de felino nessas circunstâncias e qual o local de maior incidência onde vivem, pode ter vindo da fauna boliviana ou ter fugido de algum contrabandista de animais”, explicou a bióloga.

Fonte: g1 Guajará-Mirim

Comentários do Facebook

Comentários

Leia também

Campanha vem sendo realizada para translado do corpo de estudante brasileiro que morreu na Bolívia

Amigos do jovem brasileiro Marllon Almeida Campos da Silva, 20 anos, que morreu no último ...

%d blogueiros gostam disto: