Home / GUAJARÁ-MIRIM / Sistema penitenciário em Guajará-Mirim recebe novos investimentos em armas e viaturas
Os novos armamentos estão sendo entregues em todas as unidades prisionais do estado

Sistema penitenciário em Guajará-Mirim recebe novos investimentos em armas e viaturas

Com o objetivo de levar melhorias ao sistema penitenciário de Rondônia, a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) adquiriu, com recursos próprios, mais 168 armamentos e viaturas para equipar as unidades prisionais de Porto Velho e do interior.

“Fazia muito tempo que não recebíamos armamentos novos”, disse o diretor da Casa de Detenção do município de Guajará-Mirim, Franciarles Cardoso, ao receber armamentos e viatura na sexta-feira (5).

Franciarles destacou que a unidade vem tentando se adequar para a questão da escolta de presos, e a nova viatura vem ajudar, proporcionando melhoria na segurança e transporte dos apenados.

Além dos novos armamentos e viaturas entregues, desde o ano de 2015 o sistema penitenciário de Rondônia vem recebendo investimento em várias áreas.

O secretário de Justiça, Marcos Rocha, citou a implantação da revista humanizada no molde da resolução do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP), observando que o estado adquiriu equipamentos de revista, portais, detectores de metais, raquetes e banquetas.Também foram adquiridos coletes balísticos, rádios HTs, viaturas, implantadas audiências de custódia e adquiridas tornozeleiras eletrônicas para monitoramento dos apenados.

“Nos últimos cinco anos, o governo também contratou 1.100 agentes penitenciários, e a Sejus tem trabalhado na capacitação continuada nos sistemas prisional e socioeducativo”, ressaltou Marcos Rocha.

OBRAS

Segundo a Gerência de Infraestrutura da Sejus, em 2016 várias obras foram entregues na capital e interior. O Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) em Ji-Paraná, unidade básica de saúde para atender ao sistema penitenciário de Porto Velho, galpão com alambrado para oficina de moto na Penitenciária Ênio Pinheiro em Porto Velho, galpão para depósito na fazenda futuro em Porto Velho, Penitenciária Milton Soares de Carvalho (470) em Porto Velho e sete dormitórios em Pimenta Bueno.

Nos primeiros meses de 2017 já foram entregues o Centro de Ressocialização de Machadinho do Oeste com 147 vagas e o Centro de Ressocialização de Alvorada do Oeste com 112. Seis obras estão com suas construções em andamento para amenizar a superlotação carcerária no estado. “O governo do estado não trabalha apenas na construção de novas unidades prisionais, mas também na manutenção, ampliação e reforma”, observou o titular da Sejus.

Fonte: SECOM

Comentários do Facebook

Comentários

Leia também

SECRETÁRIA DA SEMTAS É DENUNCIADA AO MINISTÉRIO PÚBLICO E AO MINISTÉRIO DO TRABALHO

O site Portal Guajará, foi procurado por uma pessoa que alega estava prestando serviço a ...

%d blogueiros gostam disto: