Home / NOTÍCIAS / Moradores da Casa do Ancião puderam cortar o cabelo e fazer barba de graça.

Moradores da Casa do Ancião puderam cortar o cabelo e fazer barba de graça.

Uma ação social para atender os moradores da Casa do Ancião São Vicente de Paulo foi realizada na tarde desta terça-feira (25) por um grupo de alunos de um curso básico de técnicas de barbearia em Guajará-Mirim (RO), cidade a cerca de 330 quilômetros de Porto Velho. Durante a ação, oito idosos puderam cortar o cabelo e fazer a barba gratuitamente; os trabalhos foram realizados por sete barbeiros aprendizes.

Um dos anciãos que recebeu o atendimento foi o ex-soldado da borracha, o aposentado Inácio Ferreira, de 100 anos. Feliz pela ação, ele agradeceu aos futuros barbeiros e disse que espera que mais ações como esta sejam realizadas na instituição localizada no Bairro Almirante Tamandaré.

Seu Inácio Ferreira, de 100 anos, cortou o cabelo e fez a barba durante a ação (Foto: Júnior Freitas/G1)

Seu Inácio Ferreira, de 100 anos, cortou o cabelo e fez a barba durante a ação (Foto: Júnior Freitas/G1)

“Aproveitei para ficar um pouco mais bonito. Acho muito bom que algumas pessoas se preocupem com a gente, precisamos de apoio e mais atenção. Estou satisfeito, ficamos muito felizes com a visita deles hoje”, comentou.

Em entrevista ao G1, o instrutor do curso Josias Barroso explicou que a ação foi idealizada para promover um dia de atendimento gratuito para os idosos e também para servir de aula prática para os alunos que irão se formar como barbeiros na próxima sexta-feira (28). Segundo Josias, os participantes receberão um certificado profissionalizante.

“Trabalho nessa área há dois anos. O objetivo é levantar a autoestima do pessoal da terceira idade e dar a eles um pouco de carinho, atenção e cuidados. Foi importante para nossos alunos terem o aperfeiçoamento na prática de tudo que eles aprenderam na teoria nos últimos dias. Daqui sairão excelentes profissionais que estarão aptos a abrir seu próprio negócio com bastante competência”, declarou o barbeiro.

A ação durou cerca de duas horas e meia, até que todos os moradores da instituição fossem atendidos.

Ação durou cerca de duas horas e meia, até que todos os moradores fossem atendidos (Foto: Júnior Freitas/G1)

Ação durou cerca de duas horas e meia, até que todos os moradores fossem atendidos (Foto: Júnior Freitas/G1)

Fonte: G1 RO

Comentários do Facebook

Comentários

Leia também

Campanha vem sendo realizada para translado do corpo de estudante brasileiro que morreu na Bolívia

Amigos do jovem brasileiro Marllon Almeida Campos da Silva, 20 anos, que morreu no último ...

%d blogueiros gostam disto: