Home / POLÍTICA / Delatores envolvem Raupp e Cassol em esquema milionário para beneficiar a Usina de Santo Antônio

Delatores envolvem Raupp e Cassol em esquema milionário para beneficiar a Usina de Santo Antônio

Em notas enviadas à imprensa, Raupp e Cassol negaram qualquer envolvimento.Os senadores Ivo Cassol (PP) e Valdir Raupp (PMDB) estão sendo investigados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) acusados de recebimento de propina para beneficiar a Usina de Santo Antônio. Os nomes dos políticos rondonienses foram revelados à Procuradoria-Geral da República pelo ex-vice presidente da Odebrecht, Henrique Serrano do Prado Valladares e por Augusto Roque Dias Fernandes Filho, ex-diretor superintendente da mesma empresa.

De acordo com o relato, Raupp teria recebido parte de R$ 20 milhões do Grupo Odebrecht e da Construtora Andrade Gutierrez para garantir sustentação política ao bando e associadas à execução das obras da Hidrelétrica de Santo Antônio. O senador seria identificado pelo nome de “Alemão”.

Já Ivo Cassol aparece envolvido também para beneficiar a mesma hidrelétrica. Ele teria recebido R$ 2 milhões e seu ex-secretário de planejamento, João Carlos Gonçalves Ribeiro outros R$ 1 milhão. Os pagamentos foram implementados pela Odebrecht. Cassol era como “Maçaranduba” e João Carlos, o “Dallas”.

Dezenas de outros inquéritos foram enviados pelo ministro Edson Fachin a outros tribunais porque os envolvidos não têm direito a foro privilegiado, entre eles constam os nomes dos ex-deputados federais Mariton Benedito de Holanda (Padre Tom) e Rubens Moreira Mendes.
Senadores negam

Em notas enviadas à imprensa, Raupp e Cassol negaram qualquer envolvimento. Confira:

Nota do Senador Ivo Cassol

O Senador Ivo Cassol, foi surpreendido com a inclusão de seu nome na lista divulgada pelo Jornal Estadão na data de hoje (11/04), com base na delação do executivo do Grupo Odebrecht.
Segundo o Senador, “Não só entendo que é o dever da justiça investigar e fiscalizar os políticos, como é meu dever também lembrar que fui o único parlamentar que denunciou formalmente a isenção fiscal para as usinas do Rio Madeira em 2.011.
O prejuízo ao estado foi estimado em 1 Bilhão de Reais, valores que poderiam ser investidos em melhor qualidade de vida para o povo de Rondônia.
A época dos fatos denunciei essa isenção de impostos à vários órgãos públicos, tais como: Ministério Público, Tribunal de Justiça, Tribunal de Contas e Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia e mesmo assim essa isenção foi concedida pelo atual governo do Estado de Rondônia em 2.011.
Portanto, julgo totalmente injusto e descabido a citação do meu nome.
Vejo isso como uma retaliação por ter sido contra a isenção de impostos dado aos consórcios que construíram as usinas de Jirau e Santo Antônio.”

Senador Valdir Raupp

“A defesa do senador Valdir Raupp (PMDB-RO), representada pelo criminalista Daniel Gerber, informa que o senador contesta mais uma vez a falsidade das alegações que fazem contra si, se colocando à disposição do poder judiciário para os esclarecimentos cabíveis.”

Fonte: Rondoniagora

Comentários do Facebook

Comentários

Leia também

INICIATIVA DO VEREADOR AUGUSTINHO TRAZ A GUAJARÁ DEBATES PARA INCREMENTAR A AGRICULTURA

Uma iniciativa do vereador Augustinho Figueiredo (PDT), um dos mais atuantes da Câmara Municipal, está ...

%d blogueiros gostam disto: